Cuidado com os microplásticos!

muitos plasticos cor de rosa
Conheça os microplásticos, e entenda de onde eles vêm, os seus impactos e como diminuir os prejuízos ao meio ambiente.

Você já imaginou uma coisa tão pequenininha que causa tantos impactos ao meio ambiente? Pois é, esses são os microplásticos!

Há algum tempo passamos a entender como o plástico comum do nosso dia a dia afeta e gera impactos negativos ao meio ambiente, principalmente pelo seu descarte incorreto. Mas além do plástico em si, precisamos entender que existe o microplástico, invisível aos nossos olhos, mas principalmente pela vida marinha.

 

E pasmem, eles foram percebidos em 1970 e desde então passou a ser uma grande preocupação, mesmo sem grandes ações. Você já tinha ouvido falar sobre isso?

O que são os microplásticos?

Para entendermos principalmente o problema que significa encontrar microplástico dentro do ser humano, precisamos entender o que significa isso.

 

Como o próprio nome diz, micro, menor que pequeno se refere a micro partículas, mais especificamente partículas que medem menos de 5,5 milímetros, sendo categorizados em dois tipos: os primários e os secundários.

 

Os microplásticos primários são aqueles que são produzidos de forma intencional e normalmente estão presentes como microesferas em produtos de higiene pessoal, esferas utilizadas na produção de novos plásticos, resíduos industriais, residenciais e de transportes marítimos.

 

Enquanto os secundários são aqueles que nascem do descarte incorreto dos plásticos em seu processo de decomposição, suas partículas vão sendo quebradas pela força da água ou pela própria luz solar.

peças de lego demonstrando os microplásticos
Foto: Enric Cruz López no Pexels

Onde estão os microplásticos na nossa vida?

Por todos os lugares, rs. Vamos pensar em tudo que usamos que tenha plásticos na sua fórmula ou o próprio plástico em si. São muitos produtos utilizados na nossa rotina, não são? Durante nosso uso alguns deles liberam no próprio ar suas micro partículas, ou durante o seu processo de descarte.

 

Aqui embaixo vamos deixar algumas principais situações rotineiras em que liberamos o microplástico no meio ambiente:

 

 

  • Microfibras de roupas sintéticas

 

Nós também vestimos plástico! E não adianta você negar, dá uma olhadinha no seu guarda-roupa e veja na etiqueta de composição se você tem alguma peça composta por poliéster, poliamida ou elastano. Se a resposta for sim, pronto, você também usa plástico. 

 

As roupas compostas por materiais sintéticos, normalmente vindos do plástico, quando lavadas liberam essas micro partículas de microplásticos na água, e essas águas chegam aos rios e consequentemente nos mares.

 

 

  • Microesferas Plásticas de cosméticos e produtos de higiene 

 

Os cosméticos que utilizamos e alguns produtos de higiene pessoal são compostos de microplásticos. Sabe aqueles cremes esfoliantes, normalmente de rosto? Aquelas bolinhas são microplásticos que utilizamos para esfoliar. 

 

Quando utilizamos esses produtos, seus resíduos são eliminados e seguem até as estações de tratamento de água, sendo redistribuídos de volta para a população. 

 

 

  • Micropartículas liberadas pelos pneus dos carros 

 

Por mais incrível que possa parecer, o atrito dos pneus dos meios de transportes liberam no próprio ar partículas de microplásticos, que são levadas pelo vento, e pelas chuvas, podendo chegar até os cursos normais das águas de cada cidade.

 

 

  • Descarte incorreto de Pellets Industriais

 

Os Pellets são pequenos grãos de resinas plásticas utilizados pelas indústrias para produção de diversos tipos de plásticos. Durante seu processo de produção, de transporte ou utilização, esses pellets podem ser descartados incorretamente ou até mesmo por descuido no meio ambiente. 

 

Através das águas das chuvas e dos rios podem chegar ao mar, causando grandes impactos na vida marinha, também por servirem de transporte de substâncias tóxicas.

 

 

  • Chuvas 

 

A gente ama quando chove, e a chuva jamais será considerada um problema ao planeta. O grande problema mesmo é todo lixo que geramos. Quando chove, todo esse lixo descartado de maneira incorreta nas ruas, nos lixões e até nos aterros sanitários, pode chegar até os rios pelo fluxo natural das águas.

 

 

  • Redes de Pesca

 

As redes utilizadas para a pescaria normalmente são feitas de nylon ou poliamidas artificiais, ou seja, do plástico. Às vezes nesse processo as redes se quebram, se perdem, são deixadas para trás e vão parar justamente no fundo dos rios ou dos mares, se fragmentando em micro partículas, gerando os microplásticos.

 

 

  • Plataformas de petróleo

 

Um dos pontos mais negativos das plataformas de petróleo é a falta de tratamento ambiental durante todos os processos. Nosso país chega a lançar por ano cerca de 2 mil carretas de cascalho com óleo, que chegam ao fundo do mar.

 

 

  • Containers e material plásticos perdidos  

 

O transporte marinho também gera grandes impactos nas liberações de microplásticos nos oceanos. Containers perdidos e materiais plásticos descartados são grandes contribuintes para esse problema. 

Quais os principais impactos do microplástico?

A vida marinha é a primeira e a principal vertente do nosso planeta que sofre impactos agressivos vindos dos microplásticos. Tanto os peixes, quanto a vida marinha e os animais dos rios sofrem com essa ingestão. 

 

Alguns estudos revelam que os impactos interferem no sistema reprodutivo, impedem o crescimento, podem reduzir o apetite , causam inflamação tecidual e danos hepáticos, além de alterações no comportamento alimentar. E isso mexe cada vez mais no ciclo natural da vida nos oceanos e rios.

 

Em relação aos seres humanos, a ciência ainda vem realizando estudos que possam identificar os impactos causados pela absorção de microplásticos. Mesmo sendo encontrados na água potável, no sal e alguns alimentos, nenhum mal foi comprovado por enquanto.

Foto: Karolina Grabowsk no Pexels

Como evitar os microplásticos?

Infelizmente evitar os microplásticos não é algo possível de ser feito, pelo menos por enquanto. Mas podemos fazer escolhas mais conscientes que podem diminuir ou não gerar esses resíduos ao meio ambiente. 

 

 

  • Diminua o uso de plástico presente na sua rotina 

 

Muito simples de analisarmos, se os micro plástico são pequenas partículas dos plásticos, portanto quando diminuímos o uso de produtos feitos com esse componente, também estamos diminuindo os impactos que geramos ao meio ambiente e todos os microplásticos que circulam por aí.

 

Diga NÃO às sacolas plásticas, aos descartáveis, aos potes, as garrafas e afins! 

 

  • Escolha roupas confeccionadas em tecidos naturais 

 

Dificilmente nos atentamos às etiquetas de composição que ficam lá dentro da nossa roupa, e que normalmente cortamos com a tesoura,rs. 

 

Nela estão presentes todas as informações de composição, lavagem, cuidados e alguns dados sobre o produto e o fabricante. Mas o ponto mais importante por aqui é a composição, pois as fibras sintéticas têm origem no petróleo, ou seja elas também são plástico.

 

Optar por peças feitas com fibras naturais diminui os impactos gerados no momento da lavagem.

 

 

  • Leia os rótulos dos produtos de higiene pessoal e cosméticos

 

Os microplásticos são facilmente encontrados na indústria de produtos de higiene pessoal e cosméticos. Devemos nos atentar às composições presentes nos rótulos e escolhermos produtos que não incluam substâncias plásticas na sua fórmula.

 

 

  • Reciclagem

 

Quando descartamos corretamente nosso lixo, estamos fazendo com que nossos resíduos cheguem no local correto de descarte. E no caso dos plásticos, que ele consiga chegar ao processo de reciclagem, evitando que sejam levados pelas águas da chuva e cheguem até os mares. 

Conclusão

Os alertas em relação aos índices de poluição, aos descartes incorretos e aos impactos que geramos ao meio ambiente já vem sendo feitos há algum tempo. E os microplásticos são mais um motivo que nos leva a diminuir o uso de plástico na nossa rotina. 

 

Pequenas partículas que geram grandes impactos negativos, principalmente a nossa vida marinha. Até então não sabemos quais os problemas que podem gerar ao ser humano, mas é possível entender que o nosso planeta já está gerando.

 

Que tal optar por produtos mais conscientes? Clique aqui e descubra algumas opções.

Conheça o nosso blog e fique por dentro conteúdos exclusivos da Loja Enni.

4 Motivos para escolher o Brechó!

Você sabia que o brechó é uma forma de colocar suas roupinhas pra circular por aí? Separamos 4 motivos para você entender por que vender ou comprar em brechó é uma ação sustentável.

Leia Mais »
cacho de bananas dentro da ecobag

Você precisa de uma Ecobag!

Tem certeza que ainda vale a pena utilizar e aceitar sacolinhas plásticas na hora das suas compras? Veja a importância de utilizar sacolas reutilizáveis de tecido: as ecobags !

Leia Mais »